Prévia Estranhamentos

Herança

há uma mangueira em minha vida
não tive barbies, bicicletas
ou festas de aniversário
só uma velha e frondosa mangueira
a mangueira me deu tudo
e eu nunca soube ser muito infeliz

Sonho de bailarina

da caixa onde vivo
não posso alcançar o teu beijo
e guardo-me encolhida
os braços enlaçando as próprias pernas
os lábios comprimindo o desejo
já faz muito tempo
e esta caixa é minha única sina
mas noites a fio
(esgarçando os dedos de menina)
entremeio cristais e seda fina
e um diáfano vestido teço
para o sonho de ser bailarina

Das circunstâncias
Para Carlos Barbosa

a insanidade me espreita
eu bebo água
lavo o rosto
aparo as unhas dos pés
e leio Caio Fernando Abreu
mais tarde, correrei na praia
até perder a glória de ser triste

Anúncios

4 respostas para Prévia Estranhamentos

  1. Elisângela Campos disse:

    Paranéns!!!

    Mônica seu livro Estranhamentos é maravilhoso, adorei tudo, você como sempre brilhante no que faz, te adoro.

  2. aeronauta disse:

    Mônica, sua poesia é o que há de mais suave e lírico, mais sensível que conheço. Parece o ar, o voo, o sopro… é a delicadeza de todas as coisas.

  3. Belos, belos. Lá em casa tb tinha um pé de manga, como se dizia. Tantas lembranças. Esse me tocou especialmente!

  4. Bela prévia de MM: fico ansiando pelos outros poemas do livro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s